Tag Archives: raimundos

Toca batida aê compadi! – Dia da Mulher

8 Mar

MULHER

Mulheres de todo o Brasil, o Canelanza dedica esse post em homenagem ao dia internacional da mulher!

Pensamos em dedicar músicas para vocês nesse dia tão especial, mas depois de escutar TODAS as rádios com essa mesma ideia clichê, pensamos em seguir essa mesma linha de raciocínio, mas com a crítica do casal Canelanza comendo no centro! #uiiii

“Mulher de Fase” dos Raimundos, Benito de Paula com “Mulher Brasileira” e “Mulheres de Atenas” de Chico Buarque, poderiam ser escolhidas para homenagear nossas guerreiras do lar no nosso blog. Mas será que essas músicas ATUALMENTE ainda representam a essência da mulher no Brasil?

Levando esse post a mais argumentos, vamos dizer que tem mulher que possui a sua própria trilha sonora, não precisa do setlist que essas rádios preparam para hoje. E sinceramente?! Ela não tá nem ai que julguem o seu gosto musical, afinal “ela não anda, ela desfilaaaaa”! Capa de revista ou de jornal, pouco importa para elas porque nenhuma quer chamar atenção, e sim causar, somente causar na multidão!

“Desce , sobe empina e rebola, toda delícia , toda gostosa

Desce , sobe , a noite toda, rebola na pista , beija na boca”   Leozinho, MC 

Leonardo Freitas Mangeli de Brito, vulgo Mc Leozinho, homenageia mais uma vez as mulheres da comunidade do Rio de Janeiro nesse dia tão especial. Antes ela “só pensa em beijar”, agora ela é toda gostosa e enlouquecida ela quer descer, mas uma coisa é certa, ela ainda tem os mesmos costumes, afinal ela faz uma academia completa nessa letra e ainda tem disposição para beijar na boca. #benzadeus

Elas para tudo onde chega , ela chama atenção

Porque aqui no baile funk ela é a sensação
Chamei ela de gostosa e ela respondeu assim

Normal, mamãe passou açúcar em mim
Normal, mamãe passou açúcar em mimDuduzinho, MC

Diretamente da trilha sonora de Louco por Elas, essa é a nova versão da música cantada por Tiago Abravanel para tocar no Complexo do Alemão junto com a Morena e a Dona Lucimar! Depois de muita pesquisa, pensei em criar um artigo no Wikipedia para esse funkeiro, ele merece né gente? Só de lembrar que de um “neném que não tinha talco” para uma “gostosa do baile funk”, a música com certeza vai estourar nas festas de 15 anos e casamento desse ano.

Eu sei que existem diversos funks piores que esses, menos grudentos e muito mais ofensivos,  mas não é a intenção do Canelanza denegrir os compositores dessas canções, nós só queremos modificar a versão habitual que temos do que seria homenagear alguém. Nem sempre a pessoa curte uma baladinha antiga como dedicatória, para ela descer até o chão é mais interessante, mas isso não faz ela mudar de status de “a comportada” para “a piriguete”! Pensem nisso, mulher que é mulher merece a música que quiser, e o Canelanza apoia isso!

 {beijos para todos!}

Anúncios